Perfil do Pedagogo


PERFIL DE ATUAÇÃO DO PEDAGOGO


Traçar o perfil do profissional que pretendemos formar no curso de Pedagogia da UERN requer, entre outras necessidades, a consideração dos mais de vinte e cinco anos de debate, bem como de lutas por mudanças necessárias e pelo enfrentamento de questões do nosso tempo promovido, essencialmente, pela velocidade dos acontecimentos e pela competitividade neles anunciada.

De acordo com o artigo 4.º da Resolução n.º 01 de 2006 do CNE, que define a finalidade do curso de Pedagogia e, obviamente, as competências profissionais que deverão ser perseguidas na formação do egresso, o perfil desse sujeito sinaliza para a capacidade de ele realizar o exercício integrado e indissociável entre a docência, a gestão dos processos educativos escolares e não-escolares, bem como o da produção e difusão do conhecimento científico e tecnológico do campo educacional.

Art. 4.º - O curso de Licenciatura em Pedagogia destina-se à formação de professores para exercer funções de magistério na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental, nos cursos de Ensino Médio, na modalidade Normal, de Educação Profissional, na área de serviços e apoio escolar e em outras áreas nas quais sejam previstos conhecimentos pedagógicos.

Parágrafo único. As atividades docentes também compreendem participação na organização e gestão de sistemas e instituições de ensino, englobando:

I - planejamento, execução, coordenação, acompanhamento e avaliação de tarefas próprias do setor da Educação;

II - planejamento, execução, coordenação, acompanhamento e avaliação de projetos e experiências educativas não-escolares;

III - produção e difusão do conhecimento científico-tecnológico do campo educacional, em contextos escolares e não-escolares.


COMPETÊNCIAS, ATITUDES E HABILIDADES


Em conformidade com a Resolução do CNE/CP N. 01/06, Art. 5º, o egresso do Curso de Pedagogia da UERN, deverá estar apto a:

  1. Atuar com ética e compromisso, visando à construção de uma sociedade justa, equânime, igualitária;

  2. Fortalecer o desenvolvimento e as aprendizagens de crianças da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, assim como daqueles que não tiveram oportunidade de escolarização na idade própria;

  3. Trabalhar em espaços escolares e não-escolares, na promoção da aprendizagem de sujeitos em diferentes fases do desenvolvimento humano, em diversos níveis e modalidades do processo educativo;

  4. Reconhecer e respeitar as manifestações e necessidades físicas, cognitivas, emocionais e afetivas dos educandos, nas suas relações individuais e coletivas;

  5. Aplicar modos de ensinar diferentes linguagens – Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História, Geografia, Artes, Educação Física, de forma interdisciplinar e adequada às diferentes fases do desenvolvimento humano, particularmente de crianças;

  6. Relacionar as linguagens dos meios de comunicação aplicadas à educação nos processos didático-pedagógicos, demonstrando domínio das tecnologias de informação e comunicação adequadas ao desenvolvimento de aprendizagens significativas;

  7. Promover e facilitar relações de cooperação entre a escola, a família, a comunidade e outras instituições educativas;

  8. Identificar problemas socioculturais e educacionais com postura investigativa, integrativa e propositiva em face de realidades complexas, com vistas a contribuir para a superação de exclusões sociais, étnico-raciais, econômicas, culturais, religiosas, políticas, dentre outras;

  9. Demonstrar consciência da diversidade, respeitando as diferenças de natureza ambiental-ecológica, étnico-racial, de gêneros, faixas geracionais, classes sociais, religiões, necessidades especiais, escolhas sexuais, dentre outras;

  10. Desenvolver trabalho em equipe, estabelecendo diálogo entre a área educacional e as demais áreas do conhecimento;

  11. Participar da gestão das instituições em que atuem enquanto estudantes e profissionais, contribuindo para a elaboração, implementação, coordenação, acompanhamento e avaliação do projeto pedagógico;

  12. Participar da gestão das instituições em que atuem planejando, executando, acompanhando e avaliando projetos e programas educacionais em ambientes escolares e não-escolares;

  13. Realizar pesquisas que proporcionem conhecimentos, entre outros: sobre seus alunos e a realidade sociocultural em que estes desenvolvem suas experiências não-escolares; sobre processos de ensinar e aprender em diferentes meios ambientais/ecológicos; sobre propostas curriculares; e sobre a organização do trabalho educativo e práticas pedagógicas;

  14. Utilizar, com propriedade, instrumentos próprios para a construção de conhecimentos pedagógicos e científicos;

  15. Estudar e aplicar criticamente as diretrizes curriculares e outras determinações legais as quais lhe caiba implantar, executar, avaliar e encaminhar o resultado de sua avaliação às instâncias competentes.


Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
Campus Avançado de Pau dos Ferros, BR 405, KM 3, Arizona - Pau dos Ferros/RN | 59900-000 | de_pferros@uern.br | (84) 3351-2560
© 2012 Agência de Comunicação da UERN - AGECOM | agecom@uern.br | 84 3315-2144 / 3315-2115 | Sistema de Controle de Páginas

^